A Expresso Real Rio começou a nascer na década de 80, quando a Empresa de Viação Angrense – EVAL, resolveu repassar o setor Queimados para uma empresa de Nova Iguaçu, a Turismo Trans 1000.

Foto: Pedro Guimarães Oliveira


Esse setor compreendia as linhas que a mesma possuía ligando Cabuçu, Itaguaí e redondezas ao Rio de Janeiro, passando pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e por Queimados.

Foto: Reprodução da Internet


A Empresa Viação Angrense Ltda., mais conhecida como EVAL, operou por muitos anos no prefixo RJ131 das linhas intermunicipais. 

Foto: Sydney Junior

Em meados dos anos 80, a Eval perde seus setores urbanos de Itaguaí e da Rodovia Presidente Dutra, originando duas empresas: Trans1000 e Real Rio.

Foto: José Augusto de Souza Oliveira


Inicialmente, a Real Rio era uma empresa pequena e operava apenas linhas para o Centro do Rio e uma para Niterói:

112B – Central x Itaguaí
441B – Central x Seropédica
444B – Central x Cabuçu
446B – Central x Lagoinha
113D – Itaguaí x Niterói



Foto: Reprodução da Internet


Em 1989 a Expresso Real Rio é adquirida pelo Grupo JAL, então recebe um setor enorme da Viação Ponte Coberta, basicamente abrangendo as linhas de Campo Grande, Seropédica e Paracambi:

737P – Campo Grande x Campo Lindo
738P – Campo Grande x Ilha da Madeira
739P – Campo Grande x Seropédica
740P – Campo Grande x KM 34
741P – Campo Grande x Praça Castilho
744P – Campo Grande x Ponte Coberta
545P – Campo Grande x Paracambi
547P – Campo Grande x Japeri
436S – Paracambi x Sepetiba
749P – Belvedere x Santa Cruz
709P – Cacaria x Vila Geni
560P – Cacaria x Itaguaí

Foto: Divulgação / Expresso Real Rio
Foto: Divulgação


No eixo principal de operação (BR465) havia certa sobreposição com as linhas do pacote e aquelas que ficaram com a Viação Ponte Coberta (Jardim Paraíso, Lagoinha e São Francisco, entre outras).

Houve um enxugamento: as linhas mais longas foram cortadas em Seropédica – 545, 709, 744, 547, 739 – e as mais curtas foram extintas.

A Real Rio também assumiu duas linhas da Pedro Antônio, ambas partindo de Paracambi:

434S – Paracambi x Vila Geni (Via Piranema)
MP71 – Paracambi x Fontes (Via Rodovia Presidente Dutra)

Foto: Diego Almeida Araújo



Na história recente da empresa, dois fatos chamam a atenção. O primeiro foi a extinção do serviço rodoviário com a chegada, em outubro de 2001, de 30 unidades do modelo Marcopolo Viale, equipados com aparelhos de ar condicionado, alocados nas linhas da Central e do Castelo. 

Foto: Reprodução da Internet


Três anos depois, em 2004, a empresa recebe alguns Citmax 0km com a nova pintura. Ela quebra a identificação com as demais empresas integrantes do Grupo JAL, o que é pertinente, mas ainda mantém laços com o grupo.

Foto: Leandro Vieira


Em 2011, com a autorização dos órgãos competentes, a Expresso Real Rio criou duas linhas de integração com o Metrô carioca. As linhas fazem a ligação dos municípios de Itaguaí e Seropédica com a estação Coelho Neto. Dois anos depois, a empresa cria também a ligação entre Coelho Neto e Cabuçu, firmando assim uma parcial pra cada linha que possui para o Centro do Rio.

442L – Itaguaí x Coelho Neto – parcial da 112B

712L  – Santa Sofia x Coelho Neto – parcial da 441B

713B – Cabuçu x Coelho Neto – parcial da 444B

Foto: Roberto Marinho


Em 2017 a Expresso Real Rio conseguiu a concessão de quatro linhas que eram da empresa Expresso Mangaratiba, para operar em viagens intermunicipais. 



As concessões foram para as linhas:

426P – Cesarão x Itaguaí
427P – Itaguaí x Santa Cruz (Via Codin)
430P – Chaperó x Santa Cruz
428P – Campo Grande x Itaguaí (Via Campinho)

573P – Campo Grande x Itaguaí (Via Cesarão)



Foto: Roberto Marinho

Atualmente a empresa opera as seguintes linhas:


Linhas Intermunicipais:


112B – Itaguaí x Central
113D – Itaguaí x Niterói (Via Av. Brasil e Ponte)
116B – Itaguaí x Candelária
144B – Santa Sofia x Candelária
144B – Seropedica x Candelária
426P – Itaguaí x Cesarão (Via Santa Cruz)
426P – Itaguaí x Jardim 7 de Abril (Via Cesarão)
427P – Itaguaí x Santa Cruz (Via Codim)
428P – Campo Grande x Itaguaí (Via Estrada do Campinho)
430P – Chaperó x Santa Cruz (Via Itaguaí)
434S – Seropédica x Itaguaí (Via Piranema)
434S – Paracambi x Vila Geni (Via Seropédica e Piranema)
435S – Itaguaí x Paracambi (Via Seropédica e Piranema)
436S – Itaguaí x Santa Sofia (Via Piranema e Seropédica)
436S – Itaguaí x UFRRJ (Via Santa Sofia)
437P – Paracambi x Campo Lindo (Via Seropédica)
437P – Paracambi x UFRRJ (Via Santa Sofia)
438P – Cacaria x Km 42 (Via Seropédica)
438P – Cacaria x UFRRJ (Via Santa Sofia)
439P – Ponte Coberta x Km 42 (Via Seropédica)
439P – Ponte Coberta x UFRRJ (Via Santa Sofia)
441B – Santa Sofia x Central
441B – Seropédica x Central
442L – Itaguaí x Coelho Neto
444B – Cabuçu x Central
446B – Lagoinha x Central
545P – Paracambi x Campo Grande (Via Seropédica)
573P – Campo Grande x Itaguaí (Via Avenida João XXIII)
709P – Vila Geni x Cacaria (Via Piranema e Seropédica)
712L –  Santa Sofia x Coelho Neto
713B – Cabuçu x Coelho Neto
737P – Campo Lindo x Campo Grande
738P – Ilha de Madeira x Campo Grande (Via Piranema)
738P – Ilha da Madeira x Seropédica (Via Piranema)
739P – Santa Sofia x Campo Grande (Via Est. Rio-São Paulo)
739P – Santa Sofia x Campo Grande (Via West Shopping)
739P – Santa Sofia x West Shopping (Via Distrito Industrial)
739P – São Miguel x Campo Grande (Via Seropédica)
744P – Campo Grande x Ponte Coberta (Via Km 32)


Linha Municipal:

Seropédica 

Centro x Jardim Maracanã



Fonte:

Fetranspor, O Rio de Antigamente, Prefeitura Municipal de Seropédica, Mobilidade Fluminense, Busologia Mundial e Cia de Ônibus